quinta-feira, 30 de julho de 2015

Semarh atualiza cronograma de ações do Programa Água para Todos



A Secretaria Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) concluiu a fase de formação das comissões gestoras dos municípios que serão beneficiados pelo Programa Água Para Todos. A meta do programa aqui no Estado é atender 5.800 famílias de 50 municípios com a implantação de barreiros e sistemas simplificados de abastecimento de água.

“Promovemos 50 seminários onde foi apresentado o programa e as estratégias de atuação da Semarh. Foram formados os Comitês Gestores, em cada município, e definidas as comunidades a serem beneficiadas”, disse Sérgio Pinheiro, coordenador do programa. De acordo com ele, o comitê gestor municipal é formação que indica as comunidades que receberão as obras de infraestrutura hídrica e geralmente ele é formado por representantes da sociedade civil e do poder público, ligados à temática rural, tais como: representantes de sindicatos de trabalhadores rurais, associações rurais, cooperativas, secretários de agricultura, meio ambiente e recursos hídricos.

O Secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Mairton França, ressalta que todas as ações são desenvolvidas de acordo com as linhas estabelecidas pelo Ministério da Integração, presentes no decreto que institui o programa. “Trabalhamos para garantir a participação social na escolha dos beneficiados. O comitê Executivo Estadual selecionou as cidades que receberão as tecnologias e coube à Semarh, como coordenadora desse comitê, articular com os municípios a participação dos representantes da Sociedade Civil. Quase 2 mil pessoas participaram desse processo”, frisou o secretário.

A próxima etapa é a elaboração de um diagnóstico socioambiental das comunidades escolhidas e depois o início efetivo das obras. De acordo com Mairton, a atual gestão enfrenta um problema, no que diz respeito à contratação das empresas que realizarão esse trabalho, pois no ano passado, o processo de licitação não foi concluído. “Já estamos com as empresas contratadas para realizar as obras, no entanto, precisamos primeiro abrir um novo processo licitatório para contratar a equipe que fará os diagnósticos”.

Ele disse ainda que para antecipar o início das obras, nos municípios que estão em colapso de abastecimento, a Semarh montou uma equipe para adiantar esses diagnósticos. “Já foram iniciados os levantamentos das demandas para a implantação de sistemas simplificados de abastecimento de água, nos municípios de São Miguel, Coronel João Pessoa e Venha Ver, nossa meta é concluir esses documentos, até o final de agosto”, finaliza Mairton.

O diagnóstico socioambiental prevê a definição da melhor tecnologia a ser implantada na comunidade e a capacitação da população para operar o sistema.



O “Água para Todos” é um programa do Governo Federal voltado para o semiárido nordestino e um dos âncoras do plano de erradicação da miséria. Pelos convênios assinados, o Ministério da Integração e o Governo do Estado, através da Semarh, R$ 23 milhões serão destinados à implantação de sistemas simplificados de abastecimento d'água em comunidades e aglomerados rurais e R$ 3,8 milhões para a construção de barreiros. Do total investido, a contrapartida do Estado é de R$ 1,3 milhões.

Serão recuperados e perfurados poços, construídos chafarizes e pequenas redes de distribuição de água, conforme a característica de cada comunidade, viabilizando o acesso à água para as famílias rurais. Já os barreiros vão permitir água para o rebanho dos agricultores.

Os critérios de escolha das cidades também foram elencados no decreto de criação do “Agua Para Todos” e entre eles estão: Que os municípios apontados estejam entre os que receberam decreto de situação de emergência em decorrência da seca, entre os anos de 2003 e 2013; que sua população esteja em situação de extrema pobreza; ou que sua população rural não possua acesso adequado às fontes hídricas para consumo humano ou dessedentação animal.

O Programa conta com um comitê Gestor Nacional (CGN) que coordena as iniciativas e articula as ações entre os estados e com um Comitê Gestor Estadual (CGE) que deve atuar como fórum para garantir a participação da Sociedade Civil, instituições e entidades com finalidades semelhantes às do Programa.

Aqui no estado o Comitê tem representantes dos seguintes órgãos: Semarh, Secretaria da Agricultura (Sape), Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern), Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do RN (Idema), Fundação Nacional de Saúde (FUNASA), Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (DNOCS), Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do RN (Fetarn) e Femurn.

Da SEMARTH

Atenção Autoridades! População reclama da situação das estradas vicinais do município de Sitio novo

A população da Zona rural  voltou a conviver com o caos nas estradas vicinais do município.
. Os moradores, principalmente da zona rural, voltaram a reclamar da péssima situação das estradas que liga os povoados  à sede do município.
Alguns moradores entraram em contato com a redação do blog para reclamar da situação
caótica que se encontra as estradas vicinais o que vem dificultando e muito a
vida das pessoas. Segundo populares o trecho mais complicado é a estrada que liga os povoados do sitio Exu, São pedro ,Catolé e  tanque da vacas ,

 È muito buraco e lamaçal na estrada Segundo os moradores    a situação  piora ainda mais quando chove, ocasionando vários atoleiros na estrada que fica intrafegável.
Nesta quinta feira moradores do sitio eixu e são pedro resolveram por conta própria tapar os buracos maiores com a força dos animais e de seus próprios braços  


fotos de Ronilson lourenço .


quarta-feira, 29 de julho de 2015

SERRA DA TAPUIA: TERÇO DA FAMÍLIA 2015

Foi realizado na noite da ultima  terça-feira 28 de julho  de 2015 na residencia do casal Zé Gonçalo e Rosa Amaro no Distrito Serra da Tapuia, O   Terço da Família,  que é celebrado  pelos homens do terço  todos os meses na casa de um  dos membros do terço dos homens, acompanhados de familiares os homens  celebram o terço da família , cantando, ouvindo e refletindo a palavra de Deus e rezando o Santo Terço..






ANIVERSARIANTE DO DIA 29 DE JULHO 2015

Os parabéns hoje vai para a  enfermeira Ruth Maria do  PSF II do Distrito Serra da tapuia.

 Ruth acho que a melhor coisa que podemos levar dessa vida são as amizades que passam pelos nossos caminhos, e algumas até nos ajudam caminhar, você é uma dessas pessoas.
Nunca desanime perante essa vida, que por vezes pode até ser tediosa, pois eu sei que com a determinação que tens, pode mudar esse mundo todo.
Parabéns Ruth pele seu aniversario , você não é so uma enfermeira e sim uma grande amiga de todo nós  que fazemos parte da equipe de saúde de Sitio Novo 

terça-feira, 28 de julho de 2015

28 de Julho- Dia Mundial de Combate as Hepatites Virais


Dia Mundial das Hepatites Virais

O impacto causado pelas Hepatites Virais nas populações e sistemas de saúde pelo mundo é grande. Estima-se pelo menos 400 milhões de pessoas infectadas cronicamente pelos vírus das Hepatites B e C mundialmente, além de 1,4 milhão de pessoas infectadas anualmente pelo vírus da Hepatite A. As hepatites virais crônicas, inicialmente silenciosas, demoram vários anos para desenvolver complicações. Acredita-se que 57% dos casos de cirrose hepática e 78% dos casos de câncer hepático estão diretamente relacionados aos vírus de hepatite B e C. Por fim é estimado 1,5 milhão de mortes relacionadas às hepatites virais.
Durante muito tempo as Hepatites Virais foram negligenciadas, no entanto a partir de iniciativa e propostas brasileiras, a Organização Mundial de Saúde (OMS), durante 63ª Assembleia Mundial da Saúde realizada em maio de 2010, reconheceu as Hepatites Virais como um tópico de grande relevância para a saúde pública mundial e instituiu a data de 28 de Julho como o Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais. Desde então, o Ministério da Saúde, por meio do seu Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais da Secretaria de Vigilância em Saúde, vem cumprindo uma série de metas e ações integradas de prevenção e controle nos níveis de gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) para o enfrentamento das hepatites virais no Brasil. Dados do próprio Ministério estimam pelo menos 2 milhões de pessoas cronicamente infectadas pelo vírus da hepatite C somente, que em sua maioria desconhecem seu situação sorológica (fonte).
A celebração do Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais tem por objetivo atrair atenção para o tema, incentivando o diálogo entra os vários atores no campo da saúde pública. A criação de novas políticas públicas ou a consolidação das já existentes implicará diretamente não só em um aumento da conscientização da população sobre o tema, mas também à garantia do acesso universal ao tratamento e prevenção dessas doenças. 
Hepatite A
A transmissão da Hepatite A se dá principalmente através da ingestão de alimento ou água contaminada com o Vírus. Assim, mantém direta relação com baixa qualidade da água ingerida, condições sanitárias precárias e práticas de higiene pessoal. O vírus da Hepatite A causa uma infecção aguda, que na maioria das vezes o organismo consegue resolver sem a necessidade de nenhum tratamento específico. Está disponível no SUS a vacina contra Hepatite A, porém está indicada somente em casos selecionados como paciente que já possuem algum tipo de doença hepática ou algum quadro de imunossupressão.

Hepatites B e C
As Hepatites B e C são doenças crônicas que geralmente não apresentam sintomas numa fase inicial. Pode demorar anos para o surgimento de sintomas, e quando surgem a doença já se encontra em fase avançada como cirrose ou câncer hepáticos.

Realizar o diagnóstico precoce das hepatites é um dos principais determinantes para evitar a transmissão e progressão da doença e suas consequências. Os testes para diagnóstico das Hepatites estão disponíveis em toda a rede do Sistema Único de Saúde (SUS). 
Apesar de todos estarem vulneráveis à contrair Hepatites Virais, algumas populações apresentam uma exposição maior e um risco aumentado em relação à população geral: 
• Pessoas com doenças sexualmente transmissíveis (DST);
• Militares, Policiais e Profissionais do sistema carcerário;
• Coletores de lixo hospitalar e domiciliar;
• Comunicantes sexuais de portadores de hepatite B e C;
• Doadores de sangue;
• Lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais;
• Pessoas institucionalizadas;
• Manicures, pedicures e podólogos;
• Populações de assentamentos e acampamentos;
• Populações indígenas;
• Receptores de transfusão de sangue (principalmente previas à 1992);
• Profissionais do sexo;
• Usuários de drogas ilícitas
• Caminhoneiros.
Campanhas de conscientização e testagem vêm acontecendo tendo esses grupos como alvos. Além destes, gestantes também devem ser testadas no intuito de impedir a transmissão vertical, principalmente da Hepatite B.

Prevenção
Existem várias medidas que podem evitar a transmissão das hepatites virais:

• Usar preservativo em todas as relações sexuais;
• Exigir materiais esterilizados ou descartáveis em estúdios de tatuagem e de piercings;
• Não compartilhar instrumentos de manicure e pedicure;
• Não usar lâminas de barbear ou de depilar de outras pessoas;
• Não compartilhar agulhas, seringas e equipamentos para drogas inaladas.

Vacinação 

Não existe ainda vacina contra a Hepatite C, sendo as medidas acima as únicas medidas comprovadas de prevenção.

A vacina contra a hepatite B deve ser recomendada para todas as pessoas até 49 anos de idade e para as populações vulneráveis (em especial, profissionais do sexo, homens que fazem sexo com homens e usuários de drogas) e para profissionais e estudantes de saúde independente da idade. Essa vacina faz parte do calendário de vacinação da criança e do adolescente e está disponível em todas as  salas de vacina do Sistema Único de Saúde (SUS).


NOTA DE FALECIMENTO



E com pesar que noticiamos hoje terça feira 28 de julho 2015 o falecimento de  Francisco Avelino Bezerra mais conhecido por seu Bi., Seu BI que  completou 100 anos no mês passado  faleceu ontem de morte natural em sua residência no sitio Catolé.
seu sepultamento será realizado hoje as 16:hs no cemitério publico de Santa Cruz RN 
 

Tratamento pode ajudar mulheres com câncer de ovário


cancer de ovario

O uso de um tratamento genético para administrar uma proteína que suprime o desenvolvimento dos órgãos reprodutivos femininos pode melhorar a vida de mulheres com câncer recorrente de ovário, como ficou provado após testes em ratos, diz um estudo publicado nesta segunda-feira pela “PNAS”, a publicação oficial da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos.
Especialistas do Hospital Geral de Massachusetts conseguiram eliminar em ratos o crescimento de tumores de ovário resistentes à quimioterapia. Para isso, as cobaias receberam uma injeção com uma versão modificada de uma proteína, a MIS, imprescindível para o desenvolvimento sexual.
Apesar de nem todos os tumores submetidos aos testes, que se desenvolveram a partir de células enxertadas de pacientes, terem respondido ao tratamento, os pesquisadores também descreveram uma maneira não invasiva de examinar células cancerosas “in vitro”. “Nossas descobertas são importantes porque na atualidade não há opções terapêuticas para os cânceres de ovário recorrentes e resistentes à quimioterapia”, comentou David Pepin, autor principal do estudo.
informação de Robson pires

Começou ontem a campanha de combate ao câncer no Rio Grande do Norte



Desde ontem, segunda-feira (27), a Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP) em parceria com a Liga Norte-rio-grandense Contra o Câncer e a Secretaria Estadual de Saúde estarão com foco para a campanha “Julho Verde”, lançada no Rio Grande do Norte pelo vice-presidente da SBCCP e chefe do departamento de Cirurgia de Cabeça e Pescoço da LIGA, Luiz Eduardo Barbalho.
O “Julho Verde” tem como objetivo alertar e orientar a população sobre a prevenção, sintomas e tratamento da doença e a melhor forma de combater o câncer na região do pescoço e cabeça. De acordo com a SBCCP, os principais fatores que contribuem para o surgimento da doença é o cigarro e o álcool. O consumo dessas substâncias multiplica em até 20 vezes a possibilidade de uma pessoa saudável desenvolver algum tipo de câncer.


via b do serido

segunda-feira, 27 de julho de 2015

No dia do motociclista veja algumas Dicas para andar de moto no trânsito

perigo é iminente a bordo de uma moto. O piloto deve sempre antever o perigo e usar equipamentos de segurança, para que os riscos sejam minimizados. É a boa e velha pilotagem defensiva e o uso racional do veículo. Bons capacetes, jaquetas, luvas e botas ajudam a proteger o motociclista, mas esse texto tem como objetivo alertar, prevenir; partindo do pressuposto que sempre é melhor do que remediar.
Sei que a maioria das dicas abaixo já são velhas conhecidas de muitos, todavia não custa sublinhar os atos mais simples, a fim do motociclista aprender realmente o que não se deve fazer no trânsito urbano.
Evite andar fora do corredor que os carros estão acostumados a vê-lo: o da esquerda
Nunca ande na direita
Seis horas da tarde, fim do expediente, o funcionário desliga o computador, pega o capacete e deixa a empresa. Já na saída no prédio, encontra o caos. Carros parados, ônibus trocando de faixa e nem mesmo um corredor com espaço mínimo para motos. Essa hora é complicada. O motociclista, que muitas vezes comprou uma moto só para furar o trânsito, é impaciente por natureza. Mas, nesse momento, não adianta, não há o que fazer.
Sair da esquerda e tentar passar os carros pela direita é uma loucura — para não falar suicídio. A sarjeta também não é uma via e jamais deve ser uma opção. Então, resta ao motociclista esperar e, com calma, trafegar somente pelo corredor que os carros já estão acostumados a vê-lo.
Certifique-se de que o motorista lhe viu, para somente depois realizar a ultrapassagem
A pressa é inimiga da condução
Os amantes da motovelocidade podem sonhar em acelerar com vigor no apagar da luz vermelha, como um verdadeiro Valentino Rossi. Entretanto, no dia a dia, as coisas não são bem assim. O piloto, depois de o farol abrir, tem que esperar um pouco antes de partir. Muitos transeuntes desrespeitam o sinal de pedestre e a pressa nesse sentido é inimiga da condução. Por isso, conte até três e depois acelere. Não custa nada. Esta ação pode diminuir o risco de um atropelamento.
Vale lembrar que o equipamento de segurança é fundamental, afinal, quanto vale a sua segurança?
Mantenha distância
Parece óbvio, mas não é. Muitos motociclistas ainda se acidentam porque não mantêm distância segura dos outros veículos — principalmente a dos carros. Não sabemos quando os motoristas irão mudar de faixa, embora já tenham inventado a seta, não são todos que sabem usá-la no momento certo. Não sabemos quando uma porta irá se abrir, ou mesmo sairá um pedestre de trás de um caminhão – fora da faixa, lógico. Por isso, mantenha a distância. Anteveja os riscos, diminua a velocidade quando achar que algo poderá dar errado e tenha calma. Muitas vezes o sexto sentido do piloto é o melhor sinal de alerta.
Atente-se aos carros.  Para isso, a distância é fundamental
Sinalize tudo
Em minha opinião, todo veículo maior deveria dar preferência ao menor. Caminhão para carro, carro para moto, moto para a bicicleta e a bicicleta para o pedestre. Mas, enquanto as regras não são assim, prestemos atenção ao que acontece ao nosso redor. Toda mudança de direção deve ser sinalizada do trânsito urbano – até por nós motociclistas.
E não é só isso. Caminhões e ônibus são veículos compridos e todas as vezes que eles fazem uma conversão o motociclista deve ficar atento. Além de nunca dividir uma curva com veículos desse porte, o piloto tem que ter paciência, muita paciência.
Tem horas que não há o que fazer, então relaxe!
Tenha paciência
Não à toa a palavra paciência aparece muitas vezes neste texto. O motociclista urbano precisa de muita paciência. Brigas com motoristas, estresse para passar a frente de outro veículo ou chegar em primeiro, tudo isso é comum na pilotagem urbana, mas não deveria.
O melhor amigo do motociclista é a paciência. Relaxe e deixe espaço entre sua moto e a outra, pois você não está competindo com ninguém. Seguindo essas regras e munido de cautela, sua convivência com os demais veículos no caótico trânsito urbano será mais amistosa, com certeza. (Por André Jordão)

HOJE 27 DE JULHO , E DIA DO MOTOCICLISTA


 Motociclista ,O termo motociclista se enquadra a todas as pessoas que andam de moto e respeitam todos os aspectos e exigências da legislação de trânsito. Estimulam e orientam quanto ao uso correto da motocicleta.
A paixão dos motociclistas por suas motos é grande, e cuidar de suas máquinas sempre lhes dá prazer. Também é hábito dos motociclistas se reunirem para passeios, viagens, ações filantrópicas.
Pode ser divertido, mas com muita segurança!



 

Hoje é o dia do motociclista. Mas infelizmente essa parcela da população tem pouco para comemorar. Apesar da massificação de campanhas educativas e maior rigor dos órgãos responsáveis pela fiscalização nos últimos anos, os índices de acidentes envolvendo motociclistas só crescem a cada dia em todo o país. 
Em dez anos a frota de motos cresceu mais de 200% - na região Norte e Nordeste, as motos hoje são quase a metade dos veículos dessas regiões. Mas uma das principais consequências entre as vitimas de acidentes com motos é a necessidade de cirurgias ortopédicas. No HUT foram realizados 1.234 procedimentos cirúrgicos no ano de 2015. 706 foram cirurgias ortopédicas, buscando reconstruir ou cuidar de deformidades dos pacientes. O número é significativo, já que a entrada de acidentes com motociclistas aumentou no decorrer do ano.

Os números crescem e a preocupação dos órgãos fiscalizadores também. Por conta disso, muitas campanhas sócias educativas vêm sendo realizadas diariamente visando a categoria dos motociclistas. Além disso, as punições estão mais rigorosas tanto pela falta de equipamentos, como capacetes e também na documentação dos veículos

domingo, 26 de julho de 2015

Turismo religioso movimenta milhões de reais em cidades do Rio Grande do Norte


A fé do brasileiro movimenta bilhões todos os anos. Somente com o turismo religioso, são movimentados anualmente cerca de R$ 15 bilhões no Brasil. As viagens motivadas pela fé mobilizaram 17,7 milhões de pessoas só em 2014. A religião é o motivo de 3,6% de todas as viagens feitas no Brasil. Os números foram divulgados pelo Ministério do Turismo. Ainda de acordo com a pasta, mais de 340 cidades são destino obrigatório no calendário anual dos eventos que envolvem a fé.

Algumas dessas cidades estão localizadas no Rio Grande do Norte. Entre as cidades potiguares que têm turismo religioso forte aparecem Santa Cruz, Mossoró, Caicó, Currais Novos, entre outras, que, mesmo não tendo turismo religioso constante, dispõem de eventos sazonais que atraem muitos fiéis no período de festejos religiosos que têm, em média, 10 dias de duração. A exceção é a cidade de Santa Cruz, localizada a 150km de Natal, que, depois da construção da estátua de Santa Rita de Cássia, passou a receber visitantes diariamente. O monumento de 56 metros em homenagem à padroeira da cidade é considerado a maior imagem católica do mundo.

Inaugurado há mais de quatro anos, até janeiro deste ano, o monumento a santa já tinha recebido mais de 1 milhão de visitantes. Para ampliar o número de visitantes, a Igreja Católica decidiu, além da festa da padroeira em maio, realizar mais quatro romarias durante o ano: Romaria da Coroa de Santa Rita de Cássia, no dia 22 de cada mês; Romaria Eucarística, na segunda quinzena de abril; Romaria da Gratidão, no dia 12 de outubro; e Romaria Mariana, realizada na segunda quinzena de julho.

De olho no que os peregrinos e visitantes podem gastar na cidade, o número de pousadas, restaurantes e comércio de produtos religiosos tem se multiplicado na cidade e dinamizado a economia local desde a construção do monumento religioso. Além disso, está sendo construído no complexo de Santa Rita um teleférico. Desde 2013, o Ministério do Turismo já repassou mais de R$ 4 milhões para implantar um teleférico ligando a matriz, no centro da cidade, até o alto de Santa Rita. A obra está em execução, com a construção das estações de embarque e desembarque de passageiros. O término está previsto para 2016.

O turismo religioso sazonal também movimenta milhões na economia em Mossoró, Caicó, Currais Novos e outros municípios do Rio Grande do Norte. A festa de Santa Luzia entre os dias 3 e 13 de dezembro em Mossoró costuma atrair um grande número de visitantes. De acordo com os dados mais recentes, cerca de 100 mil pessoas participam da procissão da padroeira.

Na festa de Sant’Ana que é realizada com destaque nas cidades de Caicó e Currais Novos, cerca de 70 mil visitantes lotam hotéis, pousadas, restaurantes, bares e comércio de artigos religiosos.

Festejos religiosos geram emprego e renda

Quando se fala em turismo religioso, é importante perceber o quanto esse setor contribui economicamente para as cidades. Os fiéis que visitam utilizam o transporte, a hotelaria, os restaurantes e fazem compras no comércio local.

As pessoas vão até a cidade movidas pela fé e com o principal objetivo de conseguir bênçãos, ao seguir o cortejo que acompanha a imagem do(a) padroeiro(a). Por consequência do evento, a cidade registra aumento no nível de empregos, além de lucro nos hotéis, pousadas e restaurantes que recebem turistas.



Mais que a movimentação nos setores comuns, a economia se beneficia dos festejos de maneira geral, como os shows que acontecem com artistas religiosos, que atraem cada vez mais pessoas à cidade. Mesmo assim, nem o Poder Público em parceria com a Igreja e os empresários de algumas cidades atentaram para o quanto importante é a exploração do turismo religioso.

Tem que se levar em conta que não só de católicos vive o turismo religioso. Segundo o censo de 2013 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os evangélicos já são aproximadamente 22% da população que se declara religiosa no Brasil.

O número de eventos realizados pelos evangélicos também tem crescido e atraído um percentual cada vez maior de participantes, no entanto são poucos os grupos que exploram o turismo religioso no meio evangélico. Na região Oeste do Rio Grande do Norte, apesar de a cidade serrana de Martins e a vila de Morro Pintado no litoral de Areia Branca se transformar em redutos de evangélicos durante os períodos de carnaval, Semana Santa, entre outras épocas do ano, falta infraestrutura para os grupos que visitam esses locais.


Com as informações do Portal de Fato
via ST Noticias