terça-feira, 12 de junho de 2012

Além da Globo, ex-BBB Daniel processa Boninho, atrizes e Sonia Abrão

Fuxico

Terminou no sábado (9), o contrato entre a Globo e o ex-BBB Daniel Echaniz, o modelo envolvido na acusação de estupro de vulnerável - fato no qual ele foi inocentado - com Monique Amin, na última edição do reality n(de janeiro a abril deste ano). Na ocasião, Daniel foi retirado do programa, após o caso ter ido parar na polícia, que chegou a periciar roupas pessoais de Daniel e Monique, bem como as roupas de cama usadas na noite do suposto incidente. As cenas quentes do romance dos dois debaixo do edredom foram captadas pelas câmeras do reality e mostradas no pay-per-view (disponibilizadas apenas para assinantes da tevê paga). As imagens logo caíram na rede da internet e comentada nas redes sociais.

Agora, sentindo-se prejudicado, Daniel está decidido a processar a emissora, além de Boninho, Carolina Dieckmann, Deborah Secco, Preta Gil, Fernanda Paes Leme e a apresentadora Sônia Abrão. Para ele, todos os citados feriram sua moral.

Daniel vai acionar a Justiça para receber, pelo menos, R$ 1,5 milhão, valor do prêmio do reality. "É um direito meu. É o mínimo que eu tenho que receber. Em cima desse valor, vamos trabalhar perdas e danos", explica Daniel ao jornal O Dia.

Em nota, a Central Globo de Comunicação diz que não sabe do processo, mas que não houve acordo contratual para manter o modelo em seu cast:

"Não há o que comentar. Não tomamos conhecimento do processo e, como temos esclarecido a quem nos consulta a respeito, a TV Globo se interessou em uma prorrogação do contrato do Daniel, mas, como não houve um acordo financeiro, a proposta não se concretizou".

O modelo rebate.
"Não houve proposta de recuperação da imagem. Na verdade, eu que propus trabalhar lá, mas eles recusaram. Não queria nada de graça. Como eles queimaram meu filme, o mínimo seria reconstituir minha imagem. Não fui eliminado como os outros. Fui proibido até de ir ao Faustão, depois do convite em rede nacional", afirma ele.

Sem trabalhar desde janeiro, quando assinou contrato de exclusividade com a Globo, Daniel está à procura de emprego, porque vai ter uma filha (Mel).

"Tenho uma família para sustentar. Quando se trabalha com imagem, é muito mais difícil voltar com filme queimado", diz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário